Transição Socialista

marxismo

21.11.2017 - Conjuntura Editoriais

Unidade para revogar a reforma trabalhista!

Quando algo acaba de ser implementado, ainda pode ser revogado. Após isso, as chances são mínimas. A reforma trabalhista entrou em vigor no sábado, 11/11. Entre seus ataques mais nefastos está a terceirização da atividade-fim e a validade do negociado sobre o legislado. Trata-se de um tipo de “mexicanização” das […]

10.07.2017 - Editoriais

“Deflação”, economia vulgar e panela de pressão

Neste início de mês, comentaristas e economistas vinculados à grande mídia da burguesia deram expediente com um discurso estranho, que geralmente não lhes é afim: comemoraram o que chamaram de um crescimento do “poder de compra” do salário do trabalhador brasileiro. Isso porque o país registrou em junho uma deflação […]

13.02.2017 - Editoriais

Por que Moro não prende Lula logo?

Antes de responder a essa questão, é preciso refletir rapidamente sobre a conjuntura nacional; é preciso entender o que se passa em nosso país tanto social quanto politicamente.

23.01.2017 - Editoriais

O discurso de posse de Trump

Trump é um populista-trabalhista, de forte tendência bonapartista (autoritária); é um símbolo do perigo a que a ordem bárbara, degenerada e decadente do capital nos conduz. O mesmo se dá com a ascensão do nacionalismo na Europa. Mas a esquerda que não entender que a base disso tudo é diminuição das condições de vida da classe trabalhadora não entenderá nada.

29.11.2016 - Produções teóricas

O castrismo e a política do nacionalismo pequeno-burguês

Aproveitamos a ocasião da morte de Fidel Castro para publicar este antigo texto do trotskista norte-americano Bill Van Auken, traduzido por nós, e publicado na Revista Maisvalia número 4. O texto é resultado de uma palestra proferida em 1998. Os textos assinados não necessariamente expressam a posição do Conselho Editorial do MNN.

21.11.2016 - Editoriais

A polícia e o beabá do marxismo

Após lermos os textos de Henrique Canary, do MAIS (leia aqui) e de Simone Ishibashi, do MRT (leia aqui), contrários à greve dos policiais do Rio de Janeiro, pensamos em entrar na polêmica com alguns argumentos. Nesse ínterim, Francisco da Silva publicou um texto, também no site do MAIS, que, quanto à análise da condição dos policiais, nos contemplou bastante (leia aqui). Buscaremos trabalhar alguns elementos que, pensamos, não foram ainda tratados.