Transição Socialista

greve

25.04.2018 - O Corneta Textos O Corneta

Nosso ato de ficar parado lá dentro incomodou eles

Este mês a Bardella completa um ano de dívida com os trabalhadores, pagando quando e quanto quer, dando calote nos demitidos e agora ameaça cortar mais 80 postos de trabalho na planta de Guarulhos. A direção do sindicato deu como causa perdida e deixou a peãozada na mão: o peão […]

31.01.2018 - O Corneta Textos O Corneta

A solução pra Bardella: unir os trabalhadores

A maioria organizada, com o apoio do sindicato, é capaz de fazer valer sua vontade. Se precisar de uma nova greve, a experiência das últimas vai servir pra gente avançar!

10.01.2018 - Panfletos

A greve acabou, o descaso não!

Fizemos mais uma greve, por 30 dias, e voltamos a trabalhar pra receber a miséria de meio vale; mais uma vez o que caiu pra encher o nosso prato não foi feijão com arroz, mas só promessa. A empresa se reuniu com o sindicato no dia 22 e não levou nada sério; tinha dito, na assembleia que acabou com a greve, que ia dispensar quem quisesse sair pra pegar FGTS e seguro desemprego e até nisso deu pra trás! A gente já conhece essa história, as greves de 2017 ensinaram: sem salario, sem trabalho!

01.12.2017 - Panfletos

Demissões não! Emprego e salário já!

O patrão não tem mais vergonha na cara. Além de estar devendo salário, décimo terceiro e até cesta básica pro trabalhador, agora a Bardella decidiu resolver o problema dos seus lucros tirando o emprego de mais dezenas de operários de uma só vez!

01.11.2017 - Editorial O Corneta O Corneta

Balanço da greve na Bardella

Balanço da greve na Bardella

10.11.2015 - Editoriais

Com a vanguarda operária ou com os lulistas?

Os petroleiros de base da Petrobras mostram o caminho para a esquerda. Nos mais de 10 dias de greve, têm enfrentado suas direções conciliadoras (sobretudo ligadas à CUT), os fura-greves da administração, o engodo da direção da estatal, as repressões policiais e o cerco de silêncio da grande mídia. Ainda assim, seguem resistindo como podem: são mais de 11 refinarias e 58 unidades marítimas paralisadas. Segundo dados dos grevistas, quase metade da produção de petróleo teve de ser paralisada para que a voz do peão fosse ouvida. A greve nacional dos petroleiros é um fator muito importante para o conjunto da classe trabalhadora brasileira, dada a centralidade do setor energético na economia capitalista. Saudamos essa importante luta!

01.07.2010 - Revista Maisvalia

Revista Maisvalia 8

A revista Maisvalia foi uma publicação quadrimestral, que começou a ser lançada em 2007 e durou até 2010, totalizando 9 números. Por conter artigos de grande valor, publicaremos o arquivo digital da revista nesta e nas próximas semanas. REVISTA MAISVALIA 8Abril – Julho 2010 BAIXE O PDF AQUI:mv8 EDITORIAL A LONGA GREVE […]