Transição Socialista

Lenin

07.06.2021 - Centro de Formação Negação da Negação Produções teóricas

Em memória da Comuna de Paris

Como parte da rememoração dos 150 anos da Comuna de Paris, publicamos três textos, dois de Lênin e um de Trotsky, que fazem balanços sobre essa fundamental experiência histórica de luta da classe trabalhadora, a primeira vez em que o proletariado foi capaz de tomar o poder e destruir o aparelho do Estado burguês – mas, infelizmente, não foi capaz de mantê-lo e expandi-lo.

26.04.2021 - Produções teóricas

Os estatutos do Partido. O projeto do camarada Martov

Em comemoração aos 151 anos do nascimento de Lênin, publicamos um trecho da obra “Um passo à frente, dois passos atrás”, o item g) “Os estatutos do Partido. O projeto do camarada Martov”. Nesse texto, Lênin polemiza com Martov sobre a questão dos estatutos do Partido, uma questão aparentemente secundária, mas que o líder bolchevique demonstra esconder divergências políticas mais profundas.

07.04.2021 - Editoriais Produções teóricas

As Teses de Abril e as lições de Lênin

Hoje, 7 de abril, é o aniversário de um dos momentos mais importantes da história revolucionária socialista: a publicação daquelas que ficaram conhecidas como as Teses de Abril de Lênin. Mais de um século depois de escritas, o rigor das diretrizes de Lênin para o partido bolchevique traz importantes lições para os revolucionários de hoje, especialmente no que diz respeito à independência da classe trabalhadora como pilar fundamental de uma luta consequente e efetiva na superação do capitalismo.

11.10.2020 - Editoriais Produções teóricas

Crítica ao programa eleitoral do PSTU – parte 3

Esta é a terceira e última parte da crítica às posições eleitorais apresentadas pelo PSTU nestas eleições. Nesta parte do texto buscamos mostrar como a concepção de longo prazo do PSTU, propriamente estatista, contraria as posições dos clássicos do marxismo sobre o Estado.

16.09.2020 - Produções teóricas

Marx e o Estado

A maior parte dos seguidores políticos de Marx tem uma concepção equivocada sobre o Estado. Ou defendem reivindicações estatistas, que Marx abertamente crítica (por serem defensáveis pelo capital), ou querem gerir o Estado burguês (adaptados ao “cretinismo parlamentar”), ou caem no mito da “coisa pública” como invariavelmente progressista (ignorando que ela pode ser exploradora-capitalista). Esclareceremos, com base nos próprios textos de Marx, por que tais posições estão equivocadas.

06.06.2019 - Produções teóricas

Tese 2: Sobre a “geopolítica” mundial [Congresso TS]

O texto a seguir é a segunda tese do II Congresso da Transição Socialista, realizado em março de 2019. As notas de rodapé estão ao final do texto.

15.02.2018 - Centro de Formação Negação da Negação

Debate de lançamento do 1917: Revolução Russa em quadrinhos

Em comemoração ao centenário da Revolução Russa, em 2017, a Transição Socialista, em parceria com a editora Sundermann, produziu essa história em quadrinhos.

08.11.2017 - Editoriais

O verdadeiro significado da Revolução Russa de 1917

O dia 7 de novembro de 2017 foi oficialmente a data em que se completaram 100 anos da Revolução Russa de 1917 (no calendário juliano, então utilizado na Rússia, a data era 24 de outubro, e por isso essa revolução é conhecida como “Revolução de Outubro”). Tamanha foi a importância desse evento, que mesmo a burguesia é hoje obrigada a falar dele. Ela o faz, é claro, com um recorte ideológico, apresentando aquilo ou como algo fortuito, um acidente da história, ou como um golpe, uma ditadura de uma minoria (como as ditaduras burguesas), ou como uma tragédia na qual já estaria necessariamente contido o stalinismo.

05.06.2017 - Produções teóricas

Tese 2 – Sobre a “geopolítica” mundial [Congresso MNN]

Esta é a segunda tese aprovada no Congresso do MNN, realizado no início de abril de 2017. Ela deve ser lida estreitamente vinculada à primeira tese de nosso Congresso (acesso aqui). As notas de rodapé, indicadas no corpo do texto entre colchetes, encontram-se ao final do texto. Assim como, até […]

10.05.2017 - Editoriais

Venezuela: caos, bonapartismo e tarefas dos revolucionários

A onda de violência nos embates entre o governo e a oposição se intensifica na Venezuela: com os conflitos da última semana, chegou a 37 o número de mortos na repressão recente aos protestos, tanto pela polícia quanto pelos grupos armados paraestatais sustentados pelo chavismo, conhecidos como “coletivos”. Os feridos já são mais de 700.